Doramas Entretenimento K-Drama
/

Mother (Call Me Mother) – K-Drama

Quando fiquei sabendo do lançamento desse drama já senti que seria daqueles que ia abalar meu coração de alguma forma, ou com muito sofrimento ou com muito amor. E hoje ainda lembro do primeiro episódio e como tudo aquilo que eu esperava aconteceu só que de forma muito mais intensa.
Nesse post vou falar de um dos dramas mais pesados e mais lindos que já assisti. Um drama que aborda abuso infantil, adoção, tem muitas lições e é comovente demais. Mother não é só um drama, Mother é uma obra de arte profunda sobre o significado de ser mãe. 💛

“Existem pessoas que acham que você deve dar a luz para ser mãe, mas a mulher se torna mãe quando dá tudo de si por um ser tão pequeno”

Mother (Call Me Mother)
마더
Episódios: 16 | Emissora: tvN | Ano: 2018

Sinopse: Hye Na é uma garota que é abusada pela mãe. Embora ela não esteja bem, ela diz para as pessoas que está tudo bem. Uma professora temporária da escola de Hye Na descobre sobre a situação dela e impulsivamente decide sequestrar a menina e se torna sua mãe.

O drama coreano é um remake da versão original japonesa de 2010. Eu não vi o j-drama, por isso, esse post é apenas sobre a versão coreana sem comparações. Mas pretendo assistir a original em breve.
Tratando sobre violência, abuso infantil, crianças sendo negligenciadas e adoção, Mother traz uma história pesada e intensa sobre mães que passando por inúmeras dificuldades possuem um dos sentimentos mais puros e lindos que existem. Além disso, também mostra a visão dos filhos, e como a vida e o futuro das crianças que sofrem desses problemas podem ser afetadas. A mensagem do drama é encantadora.

A história inicia quando Soo Jin (Lee Bo Young) começa a trabalhar como professora temporária numa escola, ela também é uma ornitóloga (profissional que estuda pássaros) apaixonada pelas aves. Lá ela conhece Hye Na (Heo Yool), uma garotinha doce que parece esconder suas verdadeiras emoções. Hye Na é a garota odiada da classe, não é bem arrumada e vive andando sozinha mesmo que tarde da noite. Soo Jin começa a ficar curiosa pela menina, por que ela vive daquele jeito, até que descobre que ela sofre abusos em casa.
As duas criam um sentimento especial uma pela outra e a amizade e o amor só vai crescendo ao longo dos episódios, Soo Jin querendo cada dia mais protegê-la, enquanto Hye Na via na professora alguém em quem podia finalmente confiar, embora só vai se abrindo verdadeiramente aos poucos. Soo Jin indignada com a situação, pede ajuda às poucas pessoas em quem confia e conhece, mas ainda acha muito arriscado e a vida de Hye Na está em jogo, já que quanto mais ela permanece vivendo naquela casa, mais perigoso é.

Em uma atitude desesperada, Soo Jin resolve levar Hye Na para bem longe daquele lugar e as duas iniciam uma nova jornada, em que Soo Jin se torna uma mãe amável e protetora, e Hye Na vira Yoon Bok, uma garota que se sente amada pela primeira vez na vida. Apesar de ser linda a atitude de querer proteger a garota, Soo Jin coloca sua vida em risco, já que para a polícia e a verdadeira mãe de Hye Na, ela sequestrou uma criança e as duas precisam viver fugindo e em segredo até que consigam escapar de todos os empecilhos.

Ela tinha tanto amor pra dar, tantos sorrisos que poderiam ter aparecido antes mas foram ofuscados pelos abusos da mãe (Ko Sung Hee) e do “padrasto” terrível (Son Seok Koo). Fiquei indignada com a mãe biológica dela, que se mostra a cada dia mais uma pedra do que uma mãe. E vou parar de falar deles por aqui, porque o ódio foi real, foi grande.
Enquanto as Soo Jin e Yoon Bok estão nessa jornada, a trama vai mostrando também as histórias do passado de Soo Jin, como ela viveu momentos parecidos com os de Hye Na, como ela foi adotada por uma atriz famosa, como ela viveu desde sua infância até se tornar uma adulta.

E falando nisso, Young Sin (Lee Hye Young) é a mãe adotiva da Soo Jin e embora pareça esnobe a princípio, a personagem tem um desenvolvimento excelente na história que vai mostrando seu caráter, sua luta e seu coração de ouro. Uma personagem incrível que merece ser elogiada e lembrada com todo carinho. Young Sin, uma verdadeira rainha. 💖 Yi Jin (Jeon Hye Jin) e Hyun Jin (Ko Bo Gyeol) são as irmãs da Soo Jin, e elas são todas diferentes, cada uma tem sua história, elas também passam por problemas e também tem um passado e um crescimento importante na história. Amei todas!

Mostrar as histórias da mãe da Soo Jin e de suas irmãs foi uma surpresa pra mim. No começo acreditei que a história giraria unicamente em torno de Soo Jin e Hye Na, mas fiquei encantada pela forma comovente que o roteiro liga todas as personagens, sendo mães e filhas e que mesmo sendo tão diferentes, vivendo de formas diferentes, ainda são ligadas pelo mesmo sentimento.
Agora vou citar personagens secundários, mas que são tão lindos e foram importantes na vida das nossas protagonistas. Eles são Jin Hong (Lee Jae Yoon), um médico também apaixonado por pássaros que foi uma benção na vida da Soo Jin. Se é pra shippar alguém nesse drama, que seja esse homem docinho com a Soo Jin. Tem também o Jae Beom (Lee Jung Yeol), um dos empregados da mãe da Soo Jin, que também um amor que as trata com muito respeito e carinho.
Falando de atuação, tenho inúmeros elogios. A começar pela pequena e maravilhosa Heo Yool, como Hye Na/Yoon Bok, que transmitia suas emoções mais profundas excelentemente, dava pra sentir tudo e se emocionar através do olhar dela. Uma coisa tão incrível que não sei como explicar, que atriz, meus amigos, que atriz! 💕 Que Lee Bo Young é excelente atriz também, todo mundo já sabe, ela estava ótima como sempre. Também adorei a Lee Hye Young, que com classe nos passou todo os sentimentos escondidos em seu coração. Embora todo o elenco tenha sido incrível, Heo Yool conseguiu ser o destaque sem dúvidas.

E aproveito para dizer o quanto a transição de Hye Na para Yoon Bok foi lindo de se ver. Ela é uma menina tão forte, que passou por tanta coisa, mas ainda tem um coração do tamanho do mundo. Conforme Soo Jin conquistava sua confiança, mais ela demonstrava que não estava bem, que estava machucada, que precisava de carinho. E dói demais vê-la sofrer, dói ver ela dizendo que não quer ser Hye Na, quer ser a Yoon Bok feliz para sempre. Hye Na sempre carregava um caderninho, pra anotar as coisas que a faziam feliz, pra quando estivesse triste lembrar e pensar naquelas coisas afim de se acalmar. Eu achei isso tão triste, mas ao mesmo tão bonito e simbólico. 💔 Amava ver todas as cenas dela com a Soo Jin. ❤ E o tanto que Soo Jin se torna uma mãe incrível, protetora e que tem uma boa comunicação com a filha, deixando claro toda a situação de perigo que elas estão vivendo e deixando Yoon Bok escolher se quer ser arriscar mesmo. 💛 😭 Foi lindo demais!

“Mãe, eu amo você tanto quanto a distância entre o céu e a terra” – Yoon Bok

A construção da narrativa, a atmosfera, produção e fotografia, tudo foi muito lindo, os diálogos eram tocantes e cheios de significado. O crescimento de todas as personagens é algo realmente extraordinário. Não teve falhas, o ritmo foi bom, com inúmeras surpresas.
Esse drama é uma verdadeira montanha russa de emoções, mesmo sendo uma história pesada, com momentos de partir o coração, ainda assim também era impossível não sorrir quando Yoon Bok sorria ou quando algo de bom finalmente acontecia. Segurei as lágrimas diversas vezes durante os episódios, mas não resisti sempre, principalmente nos últimos episódios. Algumas cenas em especial, foram tão emocionantes, tão doloridas e tão lindas ao mesmo tempo que não sabia o motivo do choro, só queria que todo mundo ficasse bem, que meus raios de Sol, Yoon Bok e Soo Jin fossem felizes para sempre.

“Eu sempre me perguntei como os pássaros podem voar e como é a sensação de voar longas distâncias. E eu sempre me perguntei se eu também poderia voar para longe, um dia”

Enfim, já falei tudo que poderia falar sem dar spoilers. Mother é um drama incrível que merece ser apreciado por todo mundo. ❤
Vou deixar aqui a minha música favorita da trilha sonora, mas todas são muito boas! Quem quiser, tem playlist no Spoitfy.

 

Onde assistir Mother?

Tem Mother legendado no Kingdom Fansub, Drama Fansubs e  Dramafever.
 

SPOILERS ~ clique para ler

Queria deixar registrado aqui o quanto a mãe biológica da Soo Jin merece reconhecimento. Queria citá-la no post, mas não pude porque só mostra que ela é a mãe da Soo Jin depois de um certo tempo e é mais emocionante descobrir assistindo.

“Vovó sem dedo” teve uma atitude cruel, que talvez algumas pessoas entendam, outras não. Mas pra mim, todo o sofrimento que ela sentiu durante os anos longe da filha foram as consequências. De fato, não me acho no direito de julgar a personagem, mas a verdade é que me comovi pela história dela, por todas as escolhas que ela teve que fazer e pela forma como ela agiu depois. Ela não quis “tomar” a filha de volta, ela não forçou que Soo Jin a amasse novamente, mesmo que seu coração doesse. Ela deu tempo e espaço para a filha, e isso resultou na reaproximação delas.
Olha só, achei super bem amarradinho esse roteiro deixando a temática presente em tudo. Tudo! Até o namorado traste da mãe biológica da Hye Na, tinha uma história triste com a mãe dele. Amo a forma como o drama mostra também a visão dos filhos e o que eles se tornam.
E gente, Yoon Bok dizendo pra mãe biológica: “Hye Na está morta agora” foi muito pra lidar. Eu não sabia se ficava triste pela situação da menina, ou feliz por ela ser tão maravilhosa e madura mesmo sendo tão nova! Parabéns Yoon Bok!

Achei tão bonita a atitude da mãe biológica da Soo Jin, dando a roupinha dela de presente pra Young Sin. Meu Deus, o choro dela foi tão destruidor. Meu coração parecia que ia quebrar em pedacinhos. Além disso, a morte da Young Sin foi uma das coisas mais tristes que já vi. Principalmente por causa daquele trecho da peça que ela fez.

Adeus, mundo. 

😭💔
Graças a Deus tudo termina bem! Foi linda a cena da Soo Jin com a Yoo Bok na praia relembrando um dos primeiros momentos delas. 😍

[collapse]

 
E vocês, o que acharam do drama? Também choraram muito?
Beijos, Mari! 💕
 
 

13 comentários em “Mother (Call Me Mother) – K-Drama

  1. Estava assistindo o drama no momento que os episódios eram lançados. Porém, depois 12 episódios senti a necessidade de dar uma respirada devido a profundidade de toda narrativa que havia visto até aquele momento! Hoje assisti os quatro últimos episódios e estou completamente fascinada com tudo! Não tenho palavras para descrever o episódio 15 (narrativa, roteiro e atuações acho que são os melhores momentos que já presenciei em kdramas)! “Call me Mother” é uma verdadeira obra arte! O desenvolvimento dos personagens ao longo da série é impressionante! As atuações são cativantes! Super recomendado!

  2. Foi o melhor drama que assisti até hoje, tão cuidadoso, as diversas formas em que foi retratado SER MÃE, não consegui segurar o choro,partia meu coração ver a Hye Na/Yoon Bok sofrer, Heo Yool roubava todas as cenas em que aparecia, essa vai ter um futuro brilhante. Mother foi um drama delicado e muito bem produzido tão bom quanto qualquer filme, amei todos os personagem, amei até odiar a “mãe” e aquele canalha (ótimos atores). Definitivamente meu drama atual favorito!!

  3. Chorei horrores assistindo esse drama, fiquei imaginando quantas crianças passam por essas situações todos os dias, muitas vezes podem ser até vizinhos ou coleguinhas de escola do filho e nós não sabemos.
    Um drama incrível, lindo e profundo.

  4. Eu chorei em todos os episódios! Enrolei para ver porque meu coração não aguenta ver maus tratos em crianças nem na ficção. Mas, o dorama é muito mais que simplesmente os maus tratos físicos que graças a Deus aparecem só no inicio. Eu nunca assisti nada parecido com esse dorama. Sem palavras para explicar o que os diálogos que envolviam a Yoon Bok e os olhares dela foram emocionantes. Muito profundo e ele só pôde ser incrível assim por causa da atuação perfeita da criança. Eu queria que o mundo inteiro visse esse kdrama.ckkkk

    1. Oi Ariadne, eu tô com você, queria que todo mundo visse também! As marcas, traumas e tudo de ruim que pode acontecer com uma criança que sofre maus tratos, quem sabe as pessoas não teriam um pouco mais de bondade no mundo, né?! É um drama sem igual mesmo. Beijos! E obrigada pelo comentário!

  5. Chorei assistindo o drama e chorei lendo essa resenha, será que eu sou emotiva? hahahahaha. Você retratou tudo que estava no meu coração, todos os sentimentos são os mesmo, estou no capitulo 12 e ainda estou me perguntando o que será que vai acontecer ainda? meu coraçãozinho não aguenta mais hahahaha, sem dúvida nenhuma a atriz que fez a Hye Na vai ser tornar muito famosa no futuro, que talento! Sem dúvida nenhuma é o melhor drama que eu já assisti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *