Doramas Entretenimento K-Drama Popular
/

Thirty But Seventeen (Still 17) – K-Drama

Eu esperei tanto por esse drama que vocês não fazem ideia. Primeiramente porque seria o primeiro drama do Yang Se Jong depois de Temperature of Love, o qual abandonei antes da metade porque fiquei decepcionada demais com o andamento sem graça dele. Então a ansiedade de vê-lo num drama bom estava me consumindo. Além disso, a Shin Hye Sun foi escalada para ser protagonista pela primeira vez (em um drama curto, porque ela protagonizou também My Golden Life) e eu gosto tanto da atriz, fiquei tão orgulhosa dela finalmente ser protagonista de um drama que mais gente pode ver e assim receber mais atenção. Tudo nesse drama me chamava atenção, mas confesso que não esperava que fosse me conquistar tanto assim.

Thirty But Seventeen tem bom humor, inocência, doçura e leveza num enredo lindo sobre cura pessoal, superação e romance. 💘


Thirty But Seventeen
(Still 17)
서른이지만 열일곱입니다
Episódios: 32
Emissora: SBS
Ano: 2018

Sinopse: Woo Seo Ri é uma violinista de 17 anos que em seu caminho para os estudos sofre um acidente e entra em coma. Ela acorda 13 anos depois. Mentalmente ela ainda tem 17 anos, enquanto fisicamente já tem 30. Gong Woo Jin é um adulto de 30 anos que sofreu um trauma há 13 anos atrás, por isso ele evita se relacionar com outras pessoas. Os dois vão experimentar juntos a felicidade pela primeira vez.

Que drama mais amorzinho!
É isso. Fim da resenha.

Haha brincadeira.

Entre seus inúmeros pontos positivos, acho que o que mais cativou foi o equilíbrio perfeito entre bom humor, inocência, doçura e drama em um enredo lindo sobre cura pessoal. Não só os personagens principais, como os secundários, têm importância na história. E com vidas que parece que foram entrelaçadas pelo destino, mas de um jeito tão especial e imprevisível que dá gosto de desfrutar cada segundo do drama.

O roteiro foi escrito com uma leveza tão gostosa, que junto à excelentes atuações, em ambientes aconchegantes, cinematografia bem feita e uma trilha sonora pra gente se derreter, tudo colabora para que fiquemos cada vez mais envolvidos na atmosfera mágica desse drama. Eu digo mágica, porque é tudo tão lindo que parece um mundinho só deles, um lugar tão acolhedor que se eu entrasse, não queria sair nunca mais. Queria ter amigos tão divertidos assim, queria ter uma casa tão cheia de vida, e queria fazer parte daquela família calorosa.

Imagina como deve ser assustador para alguém que entrou em coma com 17 anos, acordar, se olhar no espelho e ver que seu corpo mudou. Você não é mais uma garota estudante cheia de sonhos, você não pode usar mais as mesmas roupas, você nem sequer encontra sua família. As ruas mudaram, as casas não estão mais lá. O que aconteceu com o mundo em que você vivia?

Mesmo se você quiser atrasá-lo, mesmo se você quiser acelerar, o tempo simplesmente passa no seu ritmo. Aqueles momentos dolorosos que fazem com que você sinta vontade de morrer, todos passarão um dia. Um dia você nunca se lembrará das lembranças dolorosas que pareciam que nunca iriam embora. O tempo passará por conta própria. Se você evitá-lo antes disso acontecer. as coisas realmente importantes serão varridas com o tempo. Quando você se arrepender, já será tarde demais. (Jennifer)

Fiquei tão comovida com a história da Woo Seo Ri (Shin Hye Sun), uma jovem que antes do acidente poderia ter se tornado uma violinista famosa, poderia ter estudado fora. E depois passou a ser uma pessoa que tinha tudo para desistir da vida mas ao contrário disso, ela começa uma batalha para recuperar tudo aquilo que perdeu nesses 13 anos. E esse processo é sofrido, é demorado, é desgastante. Mas ela é forte. Acredito que foi sua mentalidade de 17 anos que a fez seguir em frente no momento mais desesperador, a mentalidade de uma garota que não quer deixar seus sonhos para trás. Principalmente porque nessa nova vida, Seo Ri acaba encontrando pessoas extremamente boas em quem ela pode confiar.

E uma dessas pessoas é Gong Woo Jin (Yang Se Jong), ou pros mais chegados: Mr. Gong. Um homem eu seus 30 anos que vive isolado do mundo. Vez ou outra ele some e aparece do nada. Não se importa com ninguém e prefere ter contato apenas com sua família e o mínimo de pessoas possível em seu trabalho. Woo Jin tem um trauma do passado que o abala sempre que lembra da situação terrível que passou.

Ele é um designer de cenários, e também tem suas loucuras, como medir objetos no meio da rua e em qualquer situação (sempre nas mais sem noção, pra ser sincera) para transformá-los em maquetes. Apesar de ser muito na sua, ele também tem uma bondade sem tamanho.

Seo Ri é realmente uma adolescente no corpo de uma mulher, mas ela é tão bonitinha! Com seu modo de falar desesperado, suas atitudes exageradas, sua fofura e pureza.

Por motivos que não posso dizer, Woo Seo Ri acaba na casa de Woo Jin e ele deixa ela ficar lá até “organizar” sua vida.

É com a chegada de Woo Seo Ri que ele vai se permitir ser feliz de novo. E com as doces e inocentes atitudes daquela garota “louca” ele vai aos poucos enxergar um novo mundo. É a coisa mais linda, minha gente. 💕 Eles aprendem juntos, eles vão se curando juntos. O processo se torna mais leve porque agora eles tem um ao outro. Não somente ela está tendo todas as emoções pela primeira vez, como ele também. É como se ele voltasse a ter 17 de novo, e agora sim, vivenciando todos os bons momentos que deveria ter tido em sua juventude.

A vida de uma pessoa nem sempre requer um evento especial ou dramático para que ela mude repentinamente. Às vezes, coisas muito pequenas e triviais agitam nossas vidas com uma força que é mais forte do que pensamos. Assim como um pequeno mal-entendido que eu tive quando tinha 17 anos acabou sacudindo tanto ela quanto eu. (Woo Jin)

Os protagonistas estavam em perfeita sintonia e as atuações foram tão excelentes! Perdi as contas de quantas vezes Shin Hye Sun e Yang Se Jong me fizeram derramar lágrimas nesse drama. Ficava com o coração apertado, eles souberam mexer com minhas emoções! Se eu estou orgulhosa demais desses dois atores que tanto esperei num dramão?! Estou DEMAIS. E ainda sobre atuação dos protagonistas, o que foi o elenco adolescente que pareciam mesmo o elenco adulto. Todos estavam ótimos!

E até agora eu elogiei tanto e só falei dos protagonistas. E você deve estar se perguntando onde está aquela família maravilhosa que mencionei lá no começo do post, né?! Pois bem. Vamos lá…

Yoo Chan (Ahn Hyo Seop) é sobrinho do Woo Jin, e eles são tão unidos, que são praticamente irmãos. Yoo Chan é um remador muito esforçado e talentoso, atualmente está treinando muito para ganhar mais uma competição. Esse bolinho sorridente é o responsável por Woo Jin ter deixando Woo Seo Ri ficar na casa deles. E claro que ela iluminou a vida de mais uma pessoa. Yoo Chan e Seo Ri viram praticamente best friends, afinal, parece que eles tem a mesma idade. hahaha Era uma amizade tão bonitinha (às vezes coração partia, nem vou falar o porquê). Só sei que:

“Don’t think, pill (feel)!”
(Não pense, sinta!)

E pelamor de Deus! Que pessoa maravilhosa que é Yoo Chan. É um anjo enviado especialmente pra ela. É doce, carinhoso, feliz, comilão (hahaha). Aaaaaa, que vontade de apertar quando sorria e abraçar quando se entristecia. Ele tem dois amigos que não desgrudam dele, e também chamam Mr. Gong de tio e adoram ficar em sua casa. São parte da família sim. Hae Beom e Deok Soo eram divertidos demais!

Calma, que eu tenho que contar uma coisa aqui: Jennifer (Ye Ji Won), ou nossa Wikipedia humana, é a melhor personagem do drama! Essa casa tinha vida por causa da Woo Seo Ri, mas só ficava de pé mesmo por causa da rainha maravilhosa Jennifer. Uma mulher muito misteriosa, complexa, muito doida que me tirava boas risadas, mas também tinha uma história linda. Hahaha adorava tudo na personagem, e também amo a atriz. Não teria pessoa melhor. Eita que essa mulher parecia muito sistemática a ponto de não ligar para as pessoas, mas na verdade era outro anjo enviado especialmente tornar a família completa.

Calma, de novo! Temos o último e mais importante membro da família: Deok Koo ou Paeng, como preferir. O cachorrinho mais adorável dos doramas. E aquele que uniu ainda mais todos eles! 💛 Eu amava tanto essa família que se formou! Mas TANTO!

Ainda sobre personagens que merecem ser citados com carinho: Hae Soo (Jung Eugene), a chefe e melhor amiga maravilhosa do Woo Jin, que não é a amiga cobra que também quer o mocinho. Muito pelo contrário, é amizade verdadeiríssima, pra provar que isso existe. E ela ainda é outro anjo na vida da Seo Ri. Eu ama demais essa mulher, que era um exemplo de mulherão independente e confiante com sua empresa e sua vida.

A história vai melhorando a cada episódio. Os plots dos personagens vão se entrelaçando cada vez mais. E isso, sinceramente, foi uma surpresa. Porque o drama é leve e não esperava esse tipo de trama. Eu adoro quando as histórias se conectam de forma emocionante.

O romance é lindo, já falei o quanto adorei os protagonistas, mas preciso mesmo enfatizar essa parte que é muito bonitinha. ❤ Woo Jin e Seo Ri foram feitos um para o outro e não há como negar. Lembra que comentei sobre o aprendizado em conjunto? É o mesmo com o romance. Eles não tinham experimentado o amor antes. DOIS LINDOS! AAA

Enquanto temos o coração partido inúmeras vezes por ver a vida complicada da Seo Ri e Woo Jin, as palhaçadas dos personagens e suas atitudes honestas e bondosas, vão nos confortando. Me sentia tão bem vendo esse drama, que é simples mas consegue trazer uma mensagem tão bonita sobre a vida e as pessoas. É uma história repleta de significados.

O fim do drama é LINDO, óbvio. Não tenho nada, nada para reclamar desse drama. Está entre meus queridinho do ano. Tudo tão amorzinho. 💖

E eu até mencionei lá em cima que a OST também colabora pra que ele se torne ainda mais especial. Vou deixar aqui o vídeo de uma das minhas músicas favorita que é Just Stay da Hyolyn, mas também adorei a Get Away do Bonggu e tem todas nessa playlist do Spotify.

 

 

Onde assistir?

Tem Still 17 legendado no Kingdom Fansub, Fighting Fansub e Dramafever.

 

 

E é isso por hoje. Me contem o que vocês acharam desse draminha!
Beijos, Mari! 😘😘

6 comentários em “Thirty But Seventeen (Still 17) – K-Drama

  1. Gosto demais dessa atriz, principalmente por causa de Stranger, vou assistir por causa dela. Gostei da resenha e me passou que se trata de uma drama leve e doce, e já achei que o prota e ela super combinaram <3. Uma pergunta: vai ter resenha de Mr. Sunsinhe??

  2. Ah amei a reserva! Obrigada
    Deu vontade de ver tudo de novo.
    Jennifer era a melhor personagem mesmo rs
    E eu gosto muito da lição do final da Seo Ri e do Yoo Chan que as vezes optar por um caminho menos atrativo aos olhos dos outros não é desisitir, é um escolha.

  3. Gostei demais da resenha, a atriz protagonista me conquistou por causa de Stranger, um ótimo drama tbm, onde a atuação e história dela super me cativaram, já peguei alguns spoilers da relação do casal e achei super fofinho, além de achar esse ator muito lindo, sério. Hdhshdshdhs! Vou assistir. Uma pergunta: vai ter resenha de Mr. Sunshine?

  4. Amei essa postagem, e já fiquei bastante ansiosa pra assistir esse dorama. Creio que vou me apaixonar por esse dorama e até pelo personagem porque me apaixono rápido até demais, amei o seu blog vou acompanhar sempre que puder as postagens porque amo doramas<3

  5. Essa história derreteu o coração. Eu vi o Yang Se Jong em Doctor Romantic e odiei o personagem, mas aí vi essa aqui e gente, eu chorava com ele todas as vezes. É muito emocionante. História maravilhosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *