Doramas Entretenimento K-Drama
/

Memories of the Alhambra – K-Drama

Eu realmente achava que Memories of The Alhambra estaria nos meus favoritos de 2019.Hhaha. E quando penso nisso fico até triste. Nem sei porque estou escrevendo esse post agora, acho que a maioria das pessoas assistiram esse drama e o tanto que falei dele nas minhas redes sociais também já deu pra todo mundo saber minha opinião sobre ele. Mas vou usar esse post como um desabafo então, um desabafo sem spoilers, será que consigo?

Memories Of The Alhambra foi um daqueles dramas que eu não dava nada antes de começar. Fiquei tentada pelos visuais bonitos da Espanha nos teasers e obviamente pelos atores protagonistas: Hyun Bin e Park Shin Hye. Quando começou, a surpresa foi enorme. Fiquei encantada pela temática quase inexistente na dramalândia, os efeitos visuais muito bons para um dorama e uma história muito promissora. A temática é sobre jogos e realidade aumentada e vou comentar mais pra frente sobre a história.

Tudo estava maravilhoso, embora a cada episódio eu ainda tinha medo de que tudo podia ir por água abaixo. E quando um episódio terminava eu respirava aliviada dizendo “que dramão”. Nesses momentos eu esquecia um pouquinho que tudo podia mudar a qualquer momento. Bom, o roteiro começou a mostrar várias falhas e buracos na história. E vou falar a verdade: em mim, isso não tinha tanto impacto negativo. O que mais pesou foi que o andamento da história toda parece que empacou, parece que todas as teorias que o drama nos fez pensar foram inúteis, e no fim a história caminhou pra lugar nenhum. Eu também vou explicar mais detalhes sobre isso depois. Por enquanto é só minha introdução e eu já falei até demais.

O problema maior, é que por mais que eu tenha odiado a segunda metade do drama, gostei demais da primeira, de verdade, então pensa no quanto eu fico dividida ao falar de Memories. Eu gostei de acompanhar, apesar de tudo. E todo mundo teve opiniões tão diversas. Tem gente que odiou muito mais do que eu, enquanto tem gente que amou do começo ao fim.

Memories of The Alhambra
알함브라 궁전의 추억
Episódios: 16 | Emissora: tvN | Ano: 2018-2019

Sinopse: Memories of the Alhambra conta a história de Yoo Jin Woo e Jung Hee Joo. O espirituoso Jinwoo é CEO de uma empresa de desenvolvimento de jogos. Depois de ser traído pelo seu amigo, Jin Woo vai até Granada na Espanha em busca do criador de um novo jogo de realidade aumentada. Ele acaba num hostel cuja dona é Jung Hee Joo. Mas o criador do jogo desaparece e Jinwoo entra numa aventura.

E como diria o próprio Jinwoo, é assim que a “magia” começa.

Quando Jinwoo (Hyun Bin) vai para Granada encontrar o criador do jogo, ele resolve testá-lo. Um jogador consegue logar no jogo ao colocar as “lentes mágicas” (digo isso porque as mesmas são capazes de fazer o jogador entrar nessa realidade aumentada, sentir coisas, ver coisas, e até ouvir, somente através desse “dispositivo” nos olhos!) e acaba se apaixonando pelo jogo (pois quem não se apaixonaria né? Eu também adorei!). Então ele decide assinar o contrato e ir em busca do criador do jogo, que eu vou logo dizer o nome pra não ficar repetindo “criador do jogo” nas próximas linhas. Ele é Se Ju (Chanyeol), mas ele misteriosamente desapareceu. JinWoo descobre que a irmã do criador é a dona do hostel Bonita em que ele está hospedado e tudo parece estar indo muito bem, quando ele consegue persuadir a irmã do Se Ju, assina contrato, encontra seu ex amigo traidor e dá “uma lição” nele dentro do próprio jogo. Mas logo a trama começa a apresentar diversas reviravoltas que nos deixa inquietos, quanto ao futuro do jogo e do prórpio Jinwoo.

Portanto, Jinwoo acaba envolvido no que a princípio parecem ser bugs do jogo, e não sabemos que tipo de magia, bug ou só loucura mesmo é essa que as pessoas que morrem no jogo acabam morrendo na vida real (QUE ????). Eu não fazia ideia do que estava acontecendo mas estava amando. A trama nos envolvia com um suspense daqueles bons pra criar teorias e ficar se perguntando todo momento o que ia acontecer. O que estava causando a morte das pessoas na vida real? Teria um jeito de arrumar isso? E se algum personagem importante morrer? Será que o jogo estava invadindo a realidade? Onde estava Se Ju? E como Jinwoo ia escapar daquelas que perseguições?

Eu ficava ansiosa toda semana. Adorava esse suspense, mas também a ótima combinação de ação e uma dose de comédia. Adorava o Jinwoo jogando, lutando, correndo, com espada, com arma, descobrindo as coisas no jogo, era como se eu estivesse jogando com ele. Os efeitos eram muito bons e eu até queria poder ver em 3D que a sensação devia ser melhor ainda. Jinwoo era inteligente e o desenvolvimento do personagem estava muito bom. Quanto mais ele se afundava nesse jogo sinistro, mais ele se acabava. O CEO respeitado e alegre, agora era considerado louco pela maioria das pessoas. E algumas cenas me deixavam com o coração na mão e preocupada. Era angustiante demais ele estar lutando pra sobreviver enquanto todos à sua volta achavam que ele tinha enlouquecido mesmo. Uma cena em especial, me deixou tão triste por ele, a cena do banheiro, que ele estava no box, quem viu vai lembrar, quem não viu vai entender depois.

Agora não posso dar detalhes da história daqui pra frente porque tudo seria spoiler. Então vou comentar brevemente sobre os personagens.

Jinwoo é sem dúvidas, o único personagem importante nesse drama. E eu não falo isso com orgulho. Apesar de ter adorado ele, achei muito ruim o desenvolvimento dos outros personagens. A maioria deles não serve pra absolutamente nada. O Se Ju que era pra ser um personagem importante aparece principalmente por sua inteligência e criatividade, tem um desenvolvimento pior ainda no final.

Hee Joo (Park Shin Hye) por exemplo, pra mim foi totalmente inútil. Infelizmente, infelizmente mesmo. Eu falo isso tão triste porque colocaram a Park Shin Hye pra fazer papel de nada. 🙁 Bom, a atriz também é a Emma nesse drama, uma NPC (personagem não jogável – em inglês: non-player character) do jogo, mas assim mesmo, não fez quase nada. Tanto a Hee Ju quanto Emma poderiam ter sido personagens incríveis. Até a irmã da Hee Joo  conseguiu ser mais ativa pelo menos, mesmo aparecendo poucas vezes. E eu adorava aquela menina.

Eu disse que ia segurar os spoilers, mas não consegui, então vou colocar na caixinha de spoiler, quem quiser, só clicar para ler.

SPOILER - Clique para ler

Roteirista me diz por favor por que você não tornou a Hee Joo uma jogadora? Por que ela tinha que ficar só chorando o tempo todo? Tudo bem que ela tinha que cuidar da família, da casa, da loja de violão, mas sério? Sério que não dava pra fazer ela jogar um poquinho que fosse? Ia ser muito bom se ela tivesse jogado com o Jinwoo em busca de resolver os bugs  e encontrar o IRMÃO dela. Quem sabe se os dois tivessem juntos nessa “aventura” o romance não ter ficado melhor? A personagem dela nem parece uma protagonista. E a Shin Hye estava tão linda, mas tão linda!  💕💔

[collapse]

 

Cha Hyun Suk (Park Hoon) era o sócio e melhor amigo do Jinwoo até que o destino e o pai lixo dele Cha Byung Jun (Kim Eui Sung), os colocaram um contra o outro. Até que Cha Hyun Suk se casa com a ex esposa do Jinwoo e também abre sua própria empresa de jogos. Cha Hyun Suk provavelmente aparece mais na trama que a própria Hee Joo. Mas ele de uma forma que ninguém aguentava mais ver, hehe.

SPOILER - Clique para ler

Eu odiei o Chaa Hyun Suk por um tempo, mas depois não mais. Ele errou sim, mas acabou sendo só mais uma vítima desse pai lixo.

[collapse]

 

Seo Jung Hoon (Min Jin Woong) é o secretário do Jinwoo e o segundo melhor personagem. Só isso que vou dizer sobre ele. Amo um secretário. Agora, ô roteirista, pelamor o que foi essa Yu Ra (Han Bo Reum) hein? Yu Ra é a segunda esposa do Jinwoo e a que menos serve pra algo na trama. Sério. NADA.

SPOILER - Clique para ler

Não acredito que o melhor personagem depois do Jinwoo acabou morrendo nessa bagunça. O relacionamento do secretário com o Jinwoo foi mais desenvolvido, com mais química e muito mais significativo do que o romance entre ele e a Hee Joo. Poxa, as únicas partes que chorei em Memories envolveram a morte do secretário. Quando Jinwoo está lutando quase morrendo e o secretário aparece… meu coração, ai meu coração!  🙁

[collapse]

 

Não somente os personagens foram mal aproveitados, mas a história também. Tudo tinha tanto potencial e infelizmente não foi desenvolvido. Sim tiveram vários furos e falhas, e coisas impossíveis de se explicar com tecnologia, mas a verdade é que eu não me importaria se tivessem ficado pequenos furos de roteiro desde que a história continuasse no mesmo nível do começo ou só crescendo, mas foi cada vez enfraquecendo mais. Na minha opinião, tudo começou a desandar a partir do episódio 11, onde o romance começou. Olha, eu sou uma dorameira romântica que enxerga casais apaixonados até nas tramas com zero probabilidade de romance, mas nesse drama, a história estava tão boa que não tinha necessidade. Além disso, JinWoo e Hee Joo não tinham muita química também, e isso pelo fato de que eles quase nem tem cenas juntos. Eles não se paqueram (jovens de hoje em dia tem outro termo pra paquera?), não tem cena que faz a gente desejar eles juntos, o romance é simplesmente forçado. Pra piorar tudo, apesar de toda a coragem e ousadia do Jinwoo em insistir na resolução dos bugs e arriscar sua vida por isso, tudo bem é admirável e tal, mas ele era um completo idiota com a Hee Joo. Perdi a conta de quantas vezes ele a tratou mal, e ela super bobinha na dele. (Pela milésima vez: poxa roteirista!) E foi isso o que mais desgostei. Quando a história estava chegando num bom clímax, veio o episódio 11 e 12 tentando nos forçar esse casal e esquecendo totalmente do resto da história.

E a partir daí, a “magia” se desfez. O roteiro havia criado vários plots, pequenos detalhes que fariam diferença, mas foram esquecidos, ignorados e outros sem convencimento algum. E o próprio destino da história, do jogo, do Jinwoo… aquelas perguntas que nós espectadores nos faziamos no começo da trama, não tiveram resposta. É como se realmente nada tivesse mudado. O problema foi criado, personagens lutaram, mas praticamente pra nada.  Eu vi muita gente reclamando apenas do último episódio, mas pra mim, começou a desandar mesmo no 11 como já disse.

O drama é todinho do Hyun Bin. É isso. Atorzão ele, uma pena que só escolhe os dramas que desandam, haha.

E pra não terminar o post falando só dos pontos negativos, vamos comentar sobre algo que gostei muito: as cenas na Espanha. Até que boa parte da história se passa por lá e eu fiquei feliz porque são as melhores e mais lindas cenas. ❤ Mais um lugar no mundo que quero visitar graças aos k-dramas.

 

SPOILERS - Clique para ler

Bom, vamos lá.

O Se Ju além de ter sido esquecido no churrasco o drama todo, ainda teve esse final onde ele só teve alguns segundo de reconhecimento e foi só isso? Poxa, o cara é um gênio! Criador desse jogo incrível e é só isso? A partir do momento que ele “foi resgatado” o que eu também acho nada a ver, já que ele é o criado do jogo, o master e poderia ter resolvido tudo mesmo com as coisas saindo do controle. A mesma coisa que Jinwoo fez no final de “matar” os bugs, ele poderia ter feito com o Marco que era quem o perseguia. Se Ju poderia ter entrado no jogo nesses episódios finais, e lutado com Jinwoo, ou lutado POR Jinwoo.

Já falei que queria Hee Joo no jogo, né. Até quando ela FINALMENTE entra, ainda continua não fazendo nada a não ser bater um papo com a Emma.

Eu realmente acho que o último episódio não foi ruim, na verdade, as últimas cenas. Jinwoo ficar preso dentro do jogo ok, não é terrível ter um final aberto. Na verdade gosto mais do que se fosse fechadinho. O que me incomodou foi que se ele virou o “master” do jogo, ele poderia ser capaz de sair quando quisesse. Não faz sentido. E o que me incomodou mais ainda é que ele resolveu os bugs ok e foi isso. Cara sério que ele sofreu tanto, tanta gente morreu, ele se ferrou na vida todinha, pra ficar preso lá, incapaz de sair por conta própria, Se Ju nem ter destaque, Hee Joo continuar chorando e é isso?

Fora que se o jogo deu tanto problema e causou MORTES, não foram bugs virtuais, foram MORTES REAIS, ainda tiveram a coragem de relançar essa coisa?!

Uma coisa que gostei foi como ele deu fim nos bugs, achei bem inteligente a associação da chave com a mão da Emma, e zero novidades né que Se Ju era inteligente demais.

Ai, ai Memories de Jinw… opa digo Alhambra.

[collapse]

 

Enfim, Memories of The Alhambra, eu te amei tanto que não consigo te odiar demais. Vai entender, né?

Onde assistir?

Tem legendado no Fighting Fansub, Kingdom Fansub e Netflix.

 

Enfim, já disse que vi opiniões muito diversas sobre esse drama, mas quero saber a de vocês também. O que acharam?

 

Volto logo logo com resenha de Less Than Evil e Sky Castle. 😉

Beijos,
Mari.

Compartilhe ♥

13 comentários em “Memories of the Alhambra – K-Drama

  1. Eu até agora estou pensando nesse final. E tô tipo “o que?” é isso? Procurei até saber se tem um episódio especial ou algo do tipo porque não consegui digerir.
    Enfim, Hyun Bin foi impecável, para mim. Ele é um dos melhores atores da Coreia. E a Park Shin Hye até que me surpreendeu um pouco na cena de beijo. Kkkkkkkkk

  2. Mano, eu acho que vai ter a 2 temporada. o bug surgiu quando o Marcos feriu o se ju, a Emma foi programada para proteger, tipo quando os jogadores pegam a arma na frente da emma ela tira as armas dos jogadores, quando o Marcos feriu o se ju a emma ela ficou muito diferente o jogo começou a dá erros porque ela representava a paz, o Marcos o feriu na frente dela, a partir daí que começou tudo…….

  3. Eu acho que vai ter a 2 temporada. o bug surgiu quando o Marcos feriu o se ju na frente da Emma que reapresenta a paz. você se lembra? A Emma no jogo ela significa paz ( ñ me lembro muito bem). Quando os jogadores pegava as armas na frente da Emma ela tirava deles porque não podia combater na frente dela. Quando o Marcos feriu o se ju na frente da Emma o jogo começou a dá erro, a emma representava a paz, Mano naquele momento a Emma ficou diferente daí começou o problema do jogo, então quando um ser humano morria no jogo morria na vida real também, porque a partir daquele momento surgiu o bug (quando o Marcos feriu o se ju na frente da Emma) É por isso pessoal …..

  4. Concordo com absolutamente tudo! Outra coisa que me questionei durante todo o dorama: como o Se Ju conseguiu fazer um jogo desse nível, sendo um menino pobre, sem formação alguma e sem nenhum recurso? Mas enfim, a estória foi muito boa, apesar desse final… Queria que tivesse pelo menos 20 eps pra deixar as coisas melhores explicadas. Apesar de tudo, Memories of the Alhambra vai ter um lugarzinho especial pra mim por ser bem diferentão, do jeito que eu gosto!

  5. Quando vi o final nem acreditei, poderiam ter dado um desfecho melhor… Sem falar naquelas cenas nada a ver só pra cobrir o tempo. Fiquei realmente sem entender como o drama com um investimento desses pode pegar no roteiro dessa forma.

  6. Concordo com vc, Mari. Eu tb amei a série, mas fiquei extremamente frustrada com as várias pontas que não foram devidamente amarradas! Pelamor, não me substimem! Cadê as explicações para as mortes? Por que fazer da “mocinha” uma garota tão chorona? Ela, que no início da série, tinha os seus “roupantes” bem engraçados… E a morte do secretário??? Ô coisa triste, gente! Que personagem mais fofo!!! Que ótima dupla com o Jinwoo. Bem, mas ao ler essa resenha, fiquei mais conformada. Não estou sozinha com a minha decepção. No mais, achei a série bárbara! Efeitos, visual, interpretações…Aguardava ansiosamente os episódios semanais.

  7. Me sinto triste em ter que concordar, principalmente quando se vem de doramas que a Park é realmente a protagonista e não a muleta (literalmente) do protagonista.
    Eu amei tanto os 10 primeiro episódios, mesmo que começaram a recair depois disto. O único ponto alto dos seus últimos foi a morte do babaca lá, sério, ninguém merece. ele

  8. Eu amei esse drama porém o final foi muito sem noção ele apareceu lá e ela colocou a lente pronto acabou kkkkk isso nos deu a entender que continuara na segunda temporada porque não é possível que eles tenham estragado esse drama desse jeito! Decepcionada

  9. Oi Mari *-*
    Amiga já tinha falado isso, mas agora que li sua resenha tenho ainda menos vontade de assistir a esse drama. Entendo os pontos negativos levantados e concordo que são fatores que comprometem e muito a experiência. Apesar de entender que dramas normalmente tem um potencial para estragar finais. Queria muito assistir por causa do elenco, mas realmente não dá. Obrigada por essa resenha incrível e bastante esclarecedora. Amei saber um pouquinho mais a respeito, pois como estou com tempo escasso me poupou bastante tempo e, provavelmente, raiva. Super beijo Mari :*
    ~Polly

  10. Oi Mari!!!
    Eu criei tanta expectativa nesse drama, sentia até aquele frio na barriga quando eu via que os eps já estavam liberados para assistir \o/ e no fim, fiquei tão decepcionada, tão decepcionada que eu nem lembrei de fazer um comentário na resenha kkkkk
    Foi difícil de aceitar que um drama que tinha tanto potencial se perdeu em meio a um romance forçado e coisas nada a ver.
    Como você disse, o Jinwoo foi um atorzão e o personagem dele foi o único que deu para elogiar…a Hee Ju só sabia chorar, o See Ju só aparecia pra falar “Despierta, estamos en Granada”, aquele amigo da família era um embuste, e a Yura?!!! sem comentários…foi um desperdício total!! Se a Hee Ju tivesse virado uma jogadora, se tivesse corrido perigo naquele jogo ao lado do Jinwoo eu acho que engoliria melhor esse romance. Ficaram tantos furos, e um deles foi apagar todos os bugs do jogo, de menos o Marco…como assim?!
    Enfim, total decepção esse Memories of the alhambra…kkkk
    Sua resenha ficou ótima e explicou cada ponto para o seu descontentamento.
    Espero achar um drama que superem as minhas expectativas, porque tá complicado viu hahaha
    Então é isso, até mais Mari, bjos ;*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *