featuredrebel
Doramas, Entretenimento, K-Drama

Rebel: Thief Who Stole the People – K-Drama

E terminou um dos dramas que mais surtei esse ano! Um sageuk que me conquistou e vou guardar com carinho pra sempre no meu coração. 💖 Chorei, sorri, surtei, sofri… mas valeu cada segundo!

Rebel: Thief Who Stole the People conta a história de um justiceiro na dinastia Joseon, um herói que começou como um servo e conquistou uma nação. Rebel é um drama que te faz torcer pelos personagens e desejar justiça tanto quanto eles. A luta do povo é a luta de Hong Gil Dong e a cada episódio, maior é a emoção. Pra quem adora um sageuk bem feito, recomendo muito.

Poster_for_Thief_Who_Stole_the_People (1)Rebel: Thief Who Stole the People
역적: 백성을 훔친 도적
Episódios: 30 | Emissora: MBC | Ano: 2017

Sinopse: O que você faria se o simples fato do seu nascimento não lhe desse nenhuma posição na sociedade? Gil Dong nasceu como filho do servo Ah Mo Gae, numa sociedade em que os servos não tem legitimidade. Depois de anos sendo maltratado pela nobreza, Gil Dong se torna líder de um grupo de bandidos que rouba dos ricos para dar aos pobres. Enquanto isso o rei Yeonsan, aos poucos se torna um verdadeiro tirano.

Sim, a história de Hong Gil Dong é considerada como o Robin Hood coreano, mas é muito mais especial do que parece!

Hong Gil Dong não é somente um bandido bom, ele é um justiceiro, um herói, um dos primeiros ativistas da dinastia Joseon. A história é fictícia mas é um clássico para o povo coreano, uma história que surgiu numa época importante, em que eles precisavam ter esperanças e serviu para fortalecer a cultura do povo.tumblr_okd141mfFH1qmeijao4_400tumblr_okd141mfFH1qmeijao7_r1_400
O drama é emocionante demais e cada episódio era melhor que o outro. Foi surto atrás de surto. Eu me apeguei tanto a essa história, foi uma junção incrível de temáticas que eu adoro: justiceiros e sageuk. O drama conta a história de um homem que conquista a nação, e essa história conquistou meu coração. Foram tantos sentimentos envolvidos, eu tinha sede de justiça, me senti parte do grupo de Gil Dong e adorava cantar junto com o povo “eh-hae-yaaa oh-hooo-yaaaa”! 💕

Rebel já começa praticamente dando spoilers do fim da história e cheio de tensão com uma garota pendurada num poste e vendada. Gil Dong aflito segurando uma flecha em direção a ela… e então somos direcionados a história um pouco mais no passado. Eu fiquei “Meu Deus! Quem é ela? O que vai acontecer?” 😱 (Essa cena é nos primeiros minutos, não é spoiler!)

3
A primeira etapa do drama consiste numa introdução da história, é quando os personagens são crianças e o foco é nos pais deles. Apesar de eu não gostar muito quando esse tipo de introdução dura muito, como no caso de Rebel, que durou uns 6 episódios, eu compreendo que em alguns casos é importante para entender a história.

Em Rebel não foi diferente, nesses primeiros episódios eu não amava, como amei o resto do drama, mas se eles não tivessem contado desde o começo com tantos detalhes, muita coisa teria passado despercebida, fatos importantíssimos para entender o desenvolvimento da história e dos personagens. Cheguei ao fim do drama até com saudades dessa primeira etapa, saudades de certos personagens, por isso meu conselho é: veja, mesmo não gostando dessa parte, continue porque o drama fica cada vezes melhor com o passar dos episódios!

1
Nessa parte da história o foco é em Ah Mo Gae (Kim Sang Joong), um pai dedicado que ama a esposa e a família mais do que tudo. Alguém que quer protegê-los e tem o sonho de ser um homem livre. Ah Mo Gae é maravilhoso, um personagem inspirador que sofreu demais, sofreu tanto que eu não aguentava mais ver tanta injustiça.

2
As crianças são adoráveis! 😍 O Gil Dong jovem (Lee Ro Woon) era a coisa mais linda, dava vontade de apertar essa criança fofinha e gulosa e os irmãos, igualmente graciosos. Gil Dong é uma criança especial, chamado de “criança poderosa”, ele tem super força e deve esconder isso das pessoas, pois se não, pode ser assassinado. Seu pai tenta a todo custo esconder os poderes do filho, por isso ele tem um instinto de proteção maior com Gil Dong. Olhando assim, esse menino tão atrapalhadinho… “é ele mesmo que será o grande herói Gil Dong?” era o que eu pensava no começo. 😂

Enfim, acontecem muitas coisas nessa etapa, as quais adoraria comentar, mas vou me segurar pois quero que vocês sintam a emoção toda ao assistir, e vou partir pra quando eles estão crescidos! 🙂

4
Agora damos de cara com um Hong Gil Dong (Yoon Kyun Sang) crescido, e muito bem crescido viu!? Gil Dong ainda tem aquele jeitinho adorável de quando era criança, um pouquinho mais maduro, claro. Praticamente uma versão mais nova do seu pai, tão admirável quanto! A revolução que Ah Mo Gae sempre sonhou está aos poucos acontecendo, ele agora lidera um grupo de bandidos e eles roubam dos ricos para dar aos pobres. Sim, a família dele e os amigos são criminosos e inimigos do rei. E uma desgraça enorme acaba com a família deles. Novamente, sem dizer o que e como… só digo que todos se separaram, cada irmão foi pra um lugar.

5
E a partir daqui que Gil Dong se torna ainda mais incrível. Aquele herói que eu ansiava ver desde o começo começa a ficar cada vez mais forte, cada vez mais amado. Gil Dong sempre teve empatia pelo povo, afinal ele faz parte dessas pessoas que são desprezadas pelo simples fato de serem pobres. A tristeza por eles e a vontade de justiça crescem ainda mais nele, tanto anos sofrendo, tantas tragédias e o rei ainda despreza o povo. Gil Dong agora precisa enfrentar um dos seus piores inimigos e encontrar seus irmãos.

Kyun Sang é um ator excelente, desde Six Flying Dragons tinha me apaixonado por ele, e com Rebel, eu acabei de concluir que ele é maravilhoso em sageuks. Incrível nas cenas de luta e suas expressões de revolta.

9
Song Ga Ryung
(Chae Soo Bin) é uma menina doce e adorável. Ela trabalhava na casa de gisaengs e conheceu Gil Dong em uma das “missões” dele. Devido a várias tragédias, as gisaengs deixaram a casa e Ga Ryung resolveu seguir Gil Dong com a desculpa de ser “sua irmã mais nova”. E obviamente, que já sabemos que ela não vai ser só isso, né?

Eu não tenho palavras pra descrever o quanto amei essa personagem. Eu odiava vê-la sofrer e dava vontade de ir lá matar todo mundo que a fazia chorar. Ga Ryung era um docinho de pessoa, tão prestativa para Gil Dong e o seu grupo. Ela fazia tudo que podia para ajudar nos planos e cuidava muito bem deles. Sempre muito corajosa, teve atitudes ao longo da trama que aplaudi muito, uma guerreira como Gil Dong! Shippei tanto esses dois que quando finalmente aconteceu alguma coisa, quase pulei na frente da tela. 😍 Foi muito amorzinho!

8

Chae Soo Bin é linda, virei fã dessa atriz maravilhosa! Ela também atuou excelentemente!

O rei Yeonsan (Kim Ji Suk) também tem um excelente desenvolvimento na história. A principio ele é apenas um rei sensível e covarde que teve uma história vergonhosa no passado de sua mãe, por isso, não tolera qualquer tipo de comentário do povo em relação a ele. Yeonsan fica ainda mais revoltado quando descobre sobre um grupo de justiceiros que tem destruído os nobres e fazendo o povo odiar ainda mais o rei.

10
Eu adorei o fato de terem escolhido Kim Ji Suk pra fazer esse personagem, o ator é uma graça sempre fazendo papéis secundários, mas em Rebel ele teve a chance de ser um personagem tão importante com uma evolução tão grande, Ji Suk merece um Oscar! De verdade! Sua atuação principalmente nos últimos episódios me deixou abalada, ele conseguiu transmitir uma mistura de sentimentos inexplicável, meus parabéns Kim Ji Suk!

7
Jang Nok Soo
(Lee Honey) era uma gisaeng, que se envolveu com Gil Dong, mas pouco depois acabou tornando-se uma musicista do rei e aos poucos conquistou sua confiança. Nok Soo é linda e muito perspicaz, ela sabia como manipular o rei a seu favor. Mesmo sendo uma insuportável em boa parte da história, gostei de como ela cuidava do rei, e mesmo sendo manipuladora, ela era uma ajudadora.

Enquanto isso, o irmão de Gil Dong, Gil Hyun (Sim Hee Seop) se passa por outra pessoa e conquista a confiança dos nobres mais próximos do rei, sendo um estudante promissor.
No começo, fiquei muito desanimada com esse personagem, pois ele não mostra nenhum pingo de interesse em procurar pela família perdida, mas fiquei muito feliz com ele ao final do drama. Valeu esperar por ele! 🙂

11

Gostaria de falar sobre a irmã deles, mas não posso por causa de spoilers. Só posso dizer que o roteiro soube trabalhar bem essa questão, nos fazendo ficar confusos com o que tinha acontecido realmente com ela. E esse plot gerou uma das melhores cenas do drama.

A trama tem tantas reviravoltas geniais. Engraçado como mesmo separados e vivendo suas vidas, os irmãos caminham sem saber em direção a um reencontro e os reais inimigos são aqueles que tem o poder de influenciar as pessoas e o rei.

12
As batalhas de Rebel estão na minha lista de favoritas. Algumas tão sangrentas, tão emocionantes. Gil Dong e seu grupo não tinham as melhores armas, mas tinham os melhores guerreiros. O contexto e os motivos das batalhas tornava tudo ainda melhor e eu surtava horrores! Cheguei a chorar ao final de algumas, eram muitos sentimentos na hora! Era lindo de ver Gil Dong dando o máximo de si em defesa do povo e o povo com tamanha gratidão. 😭❤️

Eu amava as cenas do Gil Dong com seu grupo! Peguei um carinho por eles que vocês não fazem ideia. Esses companheiros leais e fiéis até o fim! 💖 ~ Apelidei eles carinhosamente de Hong Gil Dong e os sete anões! haha <3

14

Com algumas passagens de tempo ao longo da história, o drama mostra por completo a trajetória de Hong Gil Dong. E por isso eu mencionei lá em cima, que a primeira etapa é muito importante pra entender o emocional de Gil Dong, e como tudo que aconteceu o levou a ser esse grande justiceiro. Aquela “criança poderosa” que nasceu com super força é infinitamente melhor do que todos puderam imaginar.

Rebel é tão rico em termos e aspectos históricos, é o tipo de drama que eu digo: é MUITO sageuk sim! Não é só uma história “moderna” com roupas de época. Até a OST é no mesmo estilo, as músicas tradicionais coreanas lindíssimas e cheias de emoção. Apaixonei tanto por elas, fiz uma playlist no Spotify pra ficar ouvindo sem parar! 💛 Eu não sei vocês, mas sempre que ouço essas músicas dá uma vontade louca de vestir um hanbok e sair dançando…✨😂
Mas sério, a OST é toda maravilhosa, e além daquela música que mencionei no início do post “eh-hae-yaaa oh-hooo-yaaaa” (que é a Spring of Ikhwari) , também amo a If Spring Comes – Drama Version da Ahn Ye Eun.

Quero voltar um pouquinho no assunto: casal amorzinho! Só pra ressaltar mais uma vez que eles foram tão lindos juntos. E eu adorei o amor e companheirismo deles, juntos pro que der e vier. As cenas dos dois eram sempre lindíssimas. 😍 Além disso, Ga Ryung e Gil Dong formaram um casal normal e real, eles não eram ricos, ela não era princesa e nem ele príncipe, como costumamos ver na maioria dos sageuks, por isso, foi um romance belo, puro e livre.

E o que é melhor ainda, é que os roteiristas fizeram Ga Ryung ter uma importância muito única na história, ela não foi inserida só pra formar casal com Gil Dong… vou parar por aqui. 🙊

tumblr_onc8lyBqUx1qbmdgqo3_540tumblr_opo7kgYdjz1tfeozjo5_r1_400

Eu confesso que esperava um final muito trágico pra Rebel, já que havia lido algumas coisas sobre outras versões e estava morrendo de medo de terminar abalada. Mas ainda bem que os escritores tiveram liberdade pra fazer o final como queriam e ficou tão belo como todo o drama. Terminou e eu fiquei é ainda mais emocionada, chorei de novo, dessa vez de muita felicidade porque Rebel virou um dos meus dramas favoritos da vida!

Triste pelo fim mas feliz e grata por ter sido tão comovente. 💕

 

 

Onde assistir?

Tem legendado no DramaFever e Viki.
(Não achei nenhum fansub que pegou o projeto, se vocês souberem me avisem por favor!) 

 

E vocês já viram? Me conta o que achou pelamor de Deus porque poucas pessoas viram e eu queria comentar sobre esse drama que amei tanto! <3

 

Agora fiquem com imagens fofíssimas da minha Branca de Neve, meu guerreiro e os sete anões nos bastidores!

 

Beijos, Mari.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

2 Comentários

  • Responder Jamilly May 26, 2017 at 7:44 am

    Favoritos da viiiiiiiiiiida. Nunca gostei tanto de um drama histórico como esse. Superou Moon Lovers. Meus filhos verão (hahahahaha).
    Gostei principalmente pelo fato de que foi um drama histórico fora dos palácios. Isso me cativou muito. E eu amava as vinganças (hihihihi). Foram lindas muaháháhá. Amei, odiei, shippei demais vááários personagens. Foi um daqueles dramas pra vida mesmo.

    • Responder Mari June 6, 2017 at 7:52 pm

      Oi Jamilly, desculpa a demora pra responder aqui, esses dias foram tão corridos! 😔
      Hahaha é um drama emocionante né? Exatamente, isso de ser fora dos palácios deixou tudo mais real e mais emocionante!
      Também virou um dos meus favoritos!

      Beijos e obrigada!! 💕

    Deixe um comentário