queen_featured
Doramas, Entretenimento, K-Drama

Queen For 7 Days – K-Drama

Olha eu aqui bem atrasada de novo! Achei que nesse começo de ano eu conseguiria fazer vários posts, ver vários dramas e não consegui é nada. haha Bom, estou organizando as coisas e tentando colocar as resenhas que não postei antes, desculpa o atraso.

Já falei de Queen for Seven Days aqui antes no post do TOP 10 de 2017, e é um drama de julho do ano passado, mas prometi que faria uma resenha completa depois porque tinha mais coisas pra dizer, então bora para o que interessa…

sdayqueen0aQueen for 7 Days
Episódios: 20 | Emissora: KBS | Ano: 2017

Sinopse: Baseado na trágica lenda de Joseon, este drama é sobre a história de amor entre o rei Jung Jong e sua rainha Dan Kyung, que foi coroada e deposta no espaço de uma semana devido a facções políticas rivais que controlavam o governo do rei.

Bom, todo mundo já sabe que dramas de época são na maioria trágicos, e esse não fica de fora, principalmente por ser baseado numa história real. O drama já começa dando um choque no público com uma cena no futuro, da rainha tentando matar seu amado. E logo o drama nos direciona pra história no passado e foi aí que ele já prendeu minha atenção. Além de saber que seria trágico, sabia também que eu estava confusa e muito curiosa pra entender aquela cena.

2

A história começa quando os personagens ainda são crianças. Os atores jovens são incrivelmente bons, acho que eles fizeram uma boa diferença, eles criaram uma base muito forte, a química entre o casal mesmo já se deu logo pelos atores mirins e só se fortaleceu com o tempo.

Vou falar da história brevemente pra não dar spoilers, as informações são dos primeiros episódios, então não se preocupe.

O plot central se baseia na história da Chae Gyung (Park Min Young), uma menina de boa família que acaba envolvida na família real e na briga dos dois príncipes pelo trono. Desde que Chae Gyung era pequena (a atriz jovem é Park Si Eun), a rainha desejava casá-la com seu filho, o príncipe Lee Yeok (ator jovem Baek Seung Hwan), por isso ela o conhece quando ainda são crianças e ambos criam uma relação especial.

1
O príncipe mais velho Lee Yung (Lee Dong Gun) assumiu o trono após a morte do seu pai, mas todos sabem que o desejo de seu pai era que o príncipe mais novo Lee Yeok (Yeon Woo Jin) se tornasse o rei assim que atingisse a idade para isso. Mas Lee Yeok não tinha o menor interesse em ser rei, ele deixava isso claro  só queria viver em paz. Lee Yung até gostava do seu irmão, mas sem perceber ele vai deixando o ciúmes e a ambição tomarem conta até que ele resolve matá-lo. Lee Yeok acaba sobrevivendo e volta anos depois, ainda sem assumir sua identidade real para fazer justiça e se tornar o rei.

7

É após o retorno de Lee Yeok que o drama fica ainda melhor, quando eles são adultos, Chae Gyung continua uma doidinha mas ainda não superou a morte do seu primeiro amor e pra complicar mais ainda, virou uma grande amiga do rei Lee Yung. A história então segue contando a trajetória dos dois irmãos e Chae Gyung até ela se tornar finalmente rainha, que como o próprio título já diz, teve seu reinado por 7 dias. E isso pra mim foi sensacional, saber mais ou menos como a história ia terminar e ao mesmo tempo ficar presa nela querendo descobrir como tudo isso aconteceu.

O drama aborda rivalidade, traição, vingança e romance, daquele jeito que só os sageuks conseguem equilibrar bem tudo isso e despedaçar nossos corações a ponto da gente sentir algo como “estou destruída, mas apaixonada”.

6
Eu amei os personagens tanto, mas tanto! Lee Yeok é simplesmente maravilhoso quando jovem, aquele serzinho arteiro e com um coração enorme. Ele fica ainda melhor quando está adulto e apesar de toda dó que sentia dele, por tudo que ele passou, a forte traição que doeu até em mim e todos aqueles sentimentos o fizeram crescer muito, com senso de justiça, seu coração bondoso não mudou, mas ele se tornou mais esperto, ele percebeu que pra sobreviver no meio das cobras eles precisava muito mais do que ele tinha.

A escolha do ator foi ótima, acho que não poderia ter melhor do que Woo Jin, dava pra sentir a emoção toda só com os olhares. Tudo que ele passou estava estampado ali na cara dele e não tinha como não se apegar ao personagem.

4
Chae Gyung igualmente incrível, ela sofreu junto com Lee Yeok e ainda tinha que arcar com os problemas dela e da família. Ela carrega um “grande fardo” que não vou mencionar o que é pra não perder a graça. Mas que personagem encantadora, desde criança ela gostava de fazer as “travessuras” com os amigos, e quando cresce não perde o jeitinho divertido e amoroso de ser, sem nunca perder a coragem. Que mulherão que ela se tornou, quanto mais ela se envolvia com as brigas da realeza mais ela tinha que ser forte. E sinceramente, nos últimos episódios eu só conseguia aplaudir o tanto que ela foi maravilhosa.

Eu nem preciso mencionar o quanto Park Min Young atua bem, né? Ela sempre arrasa em seus personagens e não foi diferente sendo Chae Gyung.

5
E por mais que o Lee Yung pareça cruel demais segundo a minha descrição até agora, ele tinha seus momentos que nem parecia  tão ruim assim. As vezes eu tinha é pena dele. Toda a maldade e loucura acumulou por tudo que ele também sofreu na família. Como lidar com esses sentimentos? Não sei ainda se eu odiava ele ou se gostava. Ele como antagonista foi muito bom, não posso negar, o tipo de vilão que você quer você mesma pular na tela e dar um jeito nele. Mas também via o lado filho, o lado irmão dele e aí dava uma dorzinha no peito.

Há até quem tenha gostado tanto dele a ponto de shippar ele com a Chae Gyung, eu não cheguei nesse nível, ufa! haha Mas confesso que fiquei abalada sim, mas acredito que mais pelo ator, que foi maravilhoso nesse personagem! Sério gente, que atorzão!

E falando em ship… Chae Gyung e Lee Yeok tinham uma química muito boa desde os atores mirins até os adultos. Eles viveram um romance daqueles bem lindos e sofridos, sabe? Aqueles que dá até gosto quando eles conseguem se olhar um pouquinho, cuidar um do outro, ficar perto… aquele tipo que segurar a mão já é algo pra gente ficar feliz porque olha, depois de tanta tragédia… Eles passam por muita coisa ao longo do drama, é sem dúvidas muito marcante.

tumblr_ou4gnkkque1u31qbmo3_400 tumblr_osr9136ezp1u31qbmo9_400

Acho que a cena do começo do drama, em que ela está tentando matar o Yeok é o que me fez ficar ainda mais apegada a eles. Eu ficava “tá vendo?! vocês se amam, não briguem por favooor”.

Há ainda os personagens secundários, obviamente mas o único que sinto necessidade mesmo de comentar é Seo No (Chansung), que também estava ao lado de Lee Yeok em todos os momentos desde de criança. Chansung atuou tão bem e desempenhou esse personagem admirável até o fim. Muito amor por Seo No e sua lealdade sem fim.

Quanto a Myung Hye, só era grata à ela por um motivo que vocês descobrirão no drama mas eu odiava ela a maior parte do tempo. Que personagem chata! Não aguentava mais!

8

Ao contrário de outros dramas de época, Queen for Seven Days não perde muito tempo com aquelas brigas políticas extremamente chatas. Apesar de ter sim aqueles idosos chatos conselheiros do rei fazendo mil besteiras (haha), não é o foco do drama, e quando há cenas assim elas não duram muito ou são importantes a ponto de não ficar monótono. Por isso gostei bastante desse drama, porque perco a paciência quando foca muito em política e aqui temos uma história mais focada em vingança e romance.  E mesmo sendo triste, ainda assim é um drama doce.  💖

Enfim… eu fiquei encantada até pelas músicas da OST, são todas muito bonitas. Vou deixar aqui um vídeo bonitinho com uma delas que eu ameeei, mas se quiser a ost completa tem aqui.

 

Onde Assistir?

Tem legendado no Kingdom Fansubs.

 

E aí, o que vocês acharam do drama?

Beijos, Mari.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

15 Comentários

  • Responder Kellen Guimarães January 18, 2018 at 10:53 am

    Eu shippei errado o drama inteiro, acho que se o rei tivesse seguido o seu coração ele teria sido melhor, não teria surtado daquele jeito. O romance é lindo, e só depois de assistir tudo descobri que era baseado em uma história real, e por isso entendi algumas fraquezas nos personagens. Gosto demais das postagens do blog, sempre que dá eu venho dar uma passadinha aqui mas é a primeira vez que comento. Tenho uma página sobre os doramas que já assisti no G+, se puder divulgar eu mando o link depois. Continuem com esse trabalho bacana. Fighting!!!!

    • Responder Mari January 23, 2018 at 12:56 pm

      Oi Kellen, o rei se deixou levar por sentimentos ruins 🙁 Acho que por pouco não shippei errado, mas entendo muito quem shippou os dois!
      Obrigada por acompanhar o blog também! Manda o link sim! Beijos!

      • Responder Kellen Guimarães January 25, 2018 at 11:46 am

        Segue o link da minha página no G+ https://plus.google.com/u/0/communities/104683914887736063975, não é nada pretensioso, foi uma forma que eu achei de marcar os doramas que eu já vi, pois depois que entra nessa vida de dorameiro não tem como sair e a gente acaba ficando perdido não é verdade? Obrigada pelas resenhas maravilhosas, muitos da minha “listinha” foram tirados deste blog. Beijos e abraços.

  • Responder Maria Beatriz January 18, 2018 at 4:30 pm

    Oiee Mari!
    Vc sabe q sou apaixonada por esse dorama não eh?
    Então soh tenho q dizer q esse dorama eh muito amorzinho, mas eh um amorzinho sofrido ^^
    Sua resenha estava maravilhosa e a descrição de cada personagem incrível!
    Sou suspeita pra falar desse dorama pq eu me apaixonei por ele logo de cara, principalmente pq não estava esperando muito e ele me surpreendeu de uma maneira maravilhosa ❤️
    Então eh isso!
    ~Bjsss <3

    • Responder Mari January 23, 2018 at 12:53 pm

      Oi Maria! Siiim ♥♥ haha é muito lindo mesmo!
      Obrigada pelo comentário! Beijos! <3

  • Responder Sara January 18, 2018 at 11:39 pm

    Que dorama lindo! Eu amei cada detalhe e sofri em cada complicação. E sim, não consegui odiar o rei, por mais que muitas das suas ações foram erradas, eu sentia pena e tinha um fio de esperança que ele se regenerasse.

    • Responder Mari January 23, 2018 at 12:52 pm

      Oi Sara, também tinha esperanças do rei se arrepender e tal… mas. 🙁

  • Responder Beatriz January 19, 2018 at 5:25 pm

    Mari, sei que não tem nada a ver com a resenha de hoje, mas você está assistindo I’m Not A Robot? Se não, eu recomendo, é muuuuuuito bom!!!

    • Responder Mari January 23, 2018 at 12:49 pm

      Oi Beatriz! Siiim estou vendo e amando! DEMAIS DEMAIS! ♥

  • Responder Alice January 22, 2018 at 6:11 pm

    Genteee não conhecia esse seu blog , muito bom

    Assisti esse drama no viki
    Ameii
    Ri e chorei litros
    Super recomendo

    • Responder Mari January 23, 2018 at 12:49 pm

      Oi Alice! Aaaaa que bom que gostou do blog!! ♥
      Obrigada por comentar! Beijos!

  • Responder Lari January 22, 2018 at 8:59 pm

    Meu Deeeus, a minha lista de drama só aumenta com essas suas resenhas Mari, socorroooooo! ps: Essa música é tão linda! parece uma pegada mais atual, amooooo quando as OSTs dos sageuks fazem isso <3

    • Responder Mari January 23, 2018 at 12:48 pm

      Oi Lari! Hahaha oow, desculpa! Espero que tenha tempo pra ver tudo! *-* hahah ♥ Eu também gosto dessa mistura do atual com dramas de época!

  • Responder Lari February 4, 2018 at 5:31 pm

    [COMENTÁRIO CHEIO DE SPOILER]
    MINHA GENTE, acabei agora e tô sem reação! Tive muitos sentimentos conflitantes durante esse drama: uma hora eu amava, na outra eu odiava e pensava porque eu tô assistindo isso? xD mas ao final o saldo foi super positivo!
    Shippei errado o drama INTEIRO, o Lee Dong Gun tava fantástico fazendo esse Rei, fiquei muito encantada! Ele não era ruim, ele era só um baby que precisava de amor e reconhecimento dos pais <3 A química dele com a Chae Kyung era mil vezes melhor do que com o Grande Príncipe (i'm sorry! q) apesar de eu também ter amado o Yeok, o Rei me conquistou muito mais.
    A Chae Kyung menina era uma fofa, mas quando ela cresce fica maravilhosa! Amei a personagem, toda espontânea, engraçada, lindaaaa! Lá pelo final, quando ela cai naquela armadilha e ainda assume a culpa eu fiquei doente de ódio da burrice dela, mas enfim, depois ela consertou meu coração de novo. Fofa!
    O Final do Rei eu amei! Pra ser mais perfeito só se tivesse rolado um abraço entre irmãos, mas sei que isso na Coréia é pedir demais hahaha. Aqueles flashbacks mostrando como ele era bom, carinhoso e alegre quando era jovem acabaram comigo. Lee Yung, sofri demais com você :')
    Apesar de shippar muito mais com o Rei, sofri muito com eles passando 38 ANOS SEPARADOS, porque esses roteiristas fazem issooooo ç.ç Aquele reencontro deles já velhinhos foi muito lindo e emocionante, fez tudo valer a pena, nessa altura eu já estava como: eu não shippo vocês mas DROGA FIQUEM JUNTOS!
    Não vou nem comentar a insossa da Myung Hee. Me fez raiva o drama inteiro, no final se redimiu um pouquinho ajudando o Rei <3 e entregando aquele ministro odioso, aquilo ali sim que era o vilão, miseriqueima. Queria MUITO que o Seo No tivesse continuado vivo, ele seria um ministro incrível naquela corte cheia de gente corrupta. Enfim, poderia falar muitas coisas mais desse drama, é suuper sofrido mas também muito emocionante <3 gostei demais!

    • Responder Mari February 6, 2018 at 6:43 pm

      Oi Lari! Menina, quis parar de ler seu comentário na parte da química, hahahaha brincadeira! Eu entendo, se eu não fosse tão fã do ator que faz o Yeok, certeza que shipparia errado.
      Poderia mesmo ter tido um abraço entre irmãos, ia ser lindo. Eu adorei os dois, uma pena que o rei ficou obcecado assim. Hahahhaa 38 anos é pra matar a gente! ♥ Fico feliz quando vejo alguém gostar tanto desse drama que foi pouco apreciado. Obrigada pelo comentário!!

    Deixe um comentário