featured
Doramas, Entretenimento, J-Drama

Erased – J-Drama (Live-Action)

Hoje vou falar de uma adaptação live-action (o que para dorameira aqui é um j-drama e é dessa forma que vou tratá-lo aqui ~haha) do mangá Boku dake ga Inai Machi criado por Kei Sanbe, que também tem anime, e um filme de 2016. Erased é uma produção da Netflix.

Antes de tudo quero deixar claro que não li o mangá, não vi o anime e nem o filme, fui logo de cara assistir o drama da Netflix por isso minha opinião é sobre ele somente, sem comparações.

erasedLiveActionNetflix-1Erased
Boku dake ga Inai Machi
Episódios: 12 | Ano: 2017
Transmissão: Netflix

Sinopse: Satoru Fujinuma (Yuki Furukawa) tem a habilidade especial de “revival”. Seu poder especial permite que ele viaje de volta no tempo antes que incidentes terríveis ocorram e antes do que aconteceu de forma errada. Ele viaja continuamente até os incidentes pararem. Satoru Fujinuma volta no tempo para descobrir a pessoa que matou sua mãe. Ele tem certeza de que a morte dela está relacionada com um caso de assassinatos em série que envolveu vítimas crianças e que ocorreu há anos atrás.

Fazia algum tempinho que eu não via j-drama, estava dando uma olhada na Netflix quando dei de cara com o Yuki Furukawa nesse poster lindo. Fui logo assistir sem saber que era adaptação e gostei bastante.

1
Erased
tem a emoção e profundidade que os j-dramas costumam ter mas com uma produção e fotografia ainda mais lindas. Eu fico vendo muitos k-dramas, e quando vejo um j-drama bom lembro do quanto eles são os reis em emocionar o espectador.

Erased me prendeu logo no começo, já que o assunto principal é sobre “viagem no tempo” e “teoria da ação e reação” onde toda e qualquer ação no passado refletirá no futuro. E com uma mistura de ficção, suspense e drama a história vai se desenvolvendo bem ao longo dos episódios e enquanto o roteiro bem feito gera curiosidade os personagens também são apresentados e construídos de forma minuciosa. Os episódios são curtos e são apenas 12 e mesmo assim o drama consegue passar detalhes que fazem toda a diferença.

2
Satoru Fujinuma
(Yuki Furukawa) é um entregador de pizzas que tem quase 30 anos, também é desenhista e vive frustrado com a vida que leva. Satoru tem um “dom” que ele chama de revivência, que é uma espécie de viagem no tempo sempre que ele presencia eventos perigosos para alguém.

E a história começa a acontecer de fato quando ele encontra sua mãe assassinada em sua casa e acaba voltando no passado 15 anos para impedir casos de assassinato de crianças que podem ter relação com a morte da sua mãe.

Satoru Fujinuma vira então um adulto dentro da sua versão criança (Uchikawa Reo) e vai reviver alguns momentos bons de sua infância enquanto tenta descobrir como os casos de assassinato tem ligação com o futuro.

3
Primeiro de tudo, ele deve impedir a morte de Kayo Hinazuki (Kakihara Rinka), uma garota quieta que está sempre sozinha. Enquanto ele tenta salvar Kayo, Satoru se envolve mais com ela percebendo que Kayo é uma menina extremamente adorável e que precisa de ajuda. Ambos criam uma amizade sincera e especial, o que os fazem também se aproximar mais de outros colegas e criam um grupo lindo de amigos.

4
As crianças no drama são muito independentes, e eu gostava muito disso. Apesar de ficar aflita todo momento pensando que se fosse aqui no Brasil seria um perigo elas andarem sozinhas pra lá e pra cá.  Mesmo que Satoru tivesse a mentalidade de um adulto no corpo de criança, ainda assim as outras, que eram crianças mesmo, eram tão responsáveis e inteligentes quanto ele. Amava as “reuniões”, as festinhas, os locais que eles combinavam de se encontrar.

Fiquei emocionada com a preocupação e o carinho que Satoru criou pela Kayo e ainda mais como ela era uma fofa que aos poucos se permite confiar nos amigos. E os sentimentos que o drama passa são esses: confiança, amizade, amor. É muito tocante.

6
Outra personagem que eu adorava, era a mãe do Satoru, Fujinuma Sachiko (Kurotani Tomoka), que mãezona! Ela começa bem e só vai melhorando no decorrer dos episódios, cada vez me surpreendia mais com as qualidades dela, e o tanto que seu coração era lindo. A relação mãe e filho era de emocionar. No futuro, Satoru tem uma amiga chamada Katagiri Airi (Yuki Mio), que também me cativou muito por toda sua lealdade. Airi era meio doida a maior parte do tempo, mas uma personagem sincera e que também deu muita força ao Satoru quando ele precisou.

5
Não vou me aprofundar mais porque todas as relações dos personagens com a história são a graça do drama e é tudo tão incrível!

Todo elenco pra mim foi ótimo, principalmente o elenco infantil que conseguiu transmitir com grandiosidade todos os sentimentos dos personagens. Agora pra quem acompanha os trabalhos do Yuki Furukawa, foi muito agradável vê-lo nesse personagem, que é bem diferente do que ele costuma fazer. Também gostei muito da atriz mirim que faz a Kayo, os olhares dela eram cheios de sentimentos.

A produção do drama é ótima, já comentei ali em cima, e volto a falar porque raramente vejo dramas nesse nível. Ah, não posso deixar de mencionar quão bela é a fotografia de Erased, as cenas das paisagens eram de encantar.

7
Satoru se aventura em várias “revivências” ao longo da trama, indo e voltando ele vai encaixando todas as peças e criando “novos futuros”. Acho que essa parte de mudar o futuro é o que mais gosto nas histórias de viagem no tempo. Imagina quantos desastres podem acontecer, quantas pessoas podem sumir da sua vida, e quantas outras podem entrar, e mais ainda como você será no futuro… e acredite essas mudanças podem ser chocantes. 💔💔

Enquanto Satoru tenta descobrir o culpado, os personagens vão ganhando mais e mais relevância na história e o roteiro só nos prende cada vez mais. Cheguei num ponto que nem me importava mais em saber quem era o vilão, só queria que todos meus personagens queridinhos ficassem bem.  💕🙏

Por fim, não posso me prolongar mais porque o drama é bem curtinho e agora só assistindo pra saber o que acontece, e olha, prepara o coração porque te garanto que é fácil se apegar a ele. Erased tem um desfecho muito bom, talvez não tão surpreendente porque dá pra imaginar um pouco o que vai acontecer no fim, mas fiquei satisfeita com tudo e recomendo muito!

Onde Assistir?

Tem na Netflix.

 

 

E vocês já viram? O que acharam?

 

Beijos, Mari.

 

 

 

 

Previous Post Next Post

You Might Also Like

6 Comentários

  • Responder Renata January 28, 2018 at 1:46 pm

    Mari tava em dúvida se devia ver, mas agora não tô mais: vou ver! xD
    Vi só o anime, não sabia do filme – e nem que veio de mangá -, mas vou procurar saber sobre também. Recomendo muito o anime, é muito lindo e me deixou numa ressaca que nenhum outro anime tá me pegando desde então. hahahaaha

    • Responder Mari January 30, 2018 at 11:47 am

      Eitaa eu preciso ver esse anime, todo mundo fala muito bem! hahaha

  • Responder juliane January 29, 2018 at 1:43 am

    Mary boa noite!
    Bom eu vi Erased em anime e depois li o mangá, ele é perfeito. Costumo falar que tem certas coisas na vida que foram feitas para ser apreciadas e Erased é uma dessas coisas.
    Sobre o drama, quando a Netflix anunciou que estava fazendo uma adaptação eu juro que me caguei de medo. Nao sei se voce viu, mas Death Note foi horroroso kkk. E se eles fizessem besteira com meu amado Erased? Nossa eu ia chorar kkkk
    Mas graças a deus eles nao fizeram e voce nao imagina meu alivio.
    Houve algumas mudanças que eu achei que encaixou perfeitamente no Live action, tem certas coisas que nao da pra colocar em um drama ate porque sao bem loucas, mas na maioria das coisas ta igual, Eu senti a msm emoção de quando vi o anime e voce nao tem noção da minha alegria kkkkk
    o final ta um pouco diferente do anime mas isso nao deixou de ser menos perfeito
    Recomendo fortemente que dê uma olhada no anime pelo menos, tera coisas que voce vai rir e outras que voce vai se emocionar.
    E na minha opiniao singela, o melhor personagem é a mãe do Saturou, ela foi a maior surpresa de toda a historia.
    Nao esqueça. dê uma olhada no anime kkkkk
    bj bj e obrigada pela linda resenha

    • Responder Mari January 30, 2018 at 10:15 am

      Oi Juliane, tudo bem? Hahaha sim, Death Note foi um desastre! Aaah que bom que você gostou da live action então, dá um medo né quando vão fazer essas coisas.
      Eu estou super querendo ver o anime, eu procurei sobre ele e vi umas coisas tão bonitinhas. Vou ver sim *-*
      Obrigada pela dica!
      Beijos!

  • Responder Roxy January 30, 2018 at 3:54 pm

    Mariii
    Depois desse post agora vou assistir
    Valeuzao e beijaao

    • Responder Mari February 1, 2018 at 12:13 pm

      Hahah tomara que goste! Beijos!

    Deixe um comentário